Personagens Bíblicos – Esaú

por Servo Alexandre Alves

Gênesis, capítulos 25.19-24 e 27.1-46

Versículo para memorizar: Hebreus 12.16

Nossa lição anterior foi sobre Rebeca, seu marido Isaque, e seu casamento. Quando estavam casados há mais de 19 anos e não tinham nenhum filho, Isaque ficou oprimido e orou sobre a questão, Gênesis 25.21. Deus abençoou Isaque e Rebeca e deu-lhes gêmeos, os garotos foram chamados Esaú e Jacó, nasceram 20 anos depois do casamento de Isaque. Esaú, o mais velho, é o assunto desta postagem.

Em alguns aspectos Esaú era como Caim, o primeiro assassino, em outros aspectos era muito diferente, enquanto Caim matou seu irmão, Abel, sem razão, Esaú jurou matar seu irmão por uma injustiça, Gênesis 27.41, mas, vindo a oportunidade, arrepende-se e não fez nenhum mal a Jacó, Gênesis 33.4. Podemos ver em Esaú um homem comparativamente bom e de moral, porém alguém sem nenhuma percepção ou convicção espiritual.

Esaú era um caçador astuto, Gênesis 25.27 e foi aparentemente um provedor bem sucedido para sua casa, Gênesis 33.1,9, foi muito amado por seu pai, Gênesis 25.28 e parece que Esaú o amou de volta, Gênesis 27.30-32, por outro lado, parece não ter nenhuma convicção espiritual, não deu valor a seu direito de primogenitura, à posição de primeiro filho, ele a vendeu por uma porção de guisado, por isso, Paulo refere-se a ele como sendo uma pessoa profana, Hebreus 12.16. Esaú olhou para seu direito de primogenitura com a razão, e não com fé, e, por isso, desejou vendê-la tão barato, Gênesis 25.27-34, parece que a perda da benção de Esaú foi o resultado da venda de seu direito de primogênito, Hebreus 12.16 e Gênesis 27.34.

Independentemente de como vemos Esaú, moral ou imoral, honesto ou desonesto, devemos vê-lo como uma figura do homem natural, seus feitos, sejam quais forem, são da sua própria direção e não do comando de Deus. Essa é a posição natural de todo homem que está sobre a terra e é por essa razão que Jesus disse: “ Vos é necessário nascer de novo João 3.3. Jacó, em contraste com Esaú, ilustra o segundo nascimento.

Fonte: Alexandre Alves, Servo | Autor Pastor Forrest Keener | Tradução por Albano Dalla Pria | Revisão por Daniel Aaron Gardner

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que você aceita isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar